Revisora Ana Costa fala sobre a importância do seu trabalho

Novidade

O nosso site começa este mês uma série de entrevistas com autores, revisores, professores, blogueiros, profissionais de mídia, enfim, pessoas que lidam com a escrita e também atuam nas diversas fases da publicação de um livro.

Para começar, conversei com a Ana Costa, uma revisora que mora aqui em Brasília e que falou um pouco sobre o seu trabalho e o que ela acha importante em um bom livro.

 

Conheça a Ana:

“Revisar é um trabalho aparentemente chato. Exige tempo, atenção, pesquisa e humildade do profissional para reconhecer que não é infalível. Mas há o lado prazeroso. Comparo a um sequestro mental, e quando a leitura termina vem a Síndrome de Estocolmo; exagerado, mas revisor é também dramático.

Acredito que para ser um bom revisor o primeiro passo é gostar de ler. Leio muito, mas não o bastante como deveria. Uma média de 16 livros por ano. Estou lendo uma biografia de Bob Dylan e ultimamente os autores brasileiros não têm me atraído. Fico com os antigos, Machado de Assis, Fernando Sabino, Rubem Braga, Paulo Mendes Campos.

Primeiro passo para o sucesso

O revisor é uma figura necessária para o sucesso de uma publicação. Estive na última feira do livro de Brasília e arrisquei conhecer novos escritores. Não consegui ler, pois encontrei erros gramaticais e de digitação logo nas primeiras páginas.  Costumo dizer que um livro bem revisado garante parte do sucesso do autor, qualquer que seja seu estilo.

O custo compensa

Geralmente os clientes não reclamam da revisão e alguns se surpreendem com o que “cometeram” durante o processo de criação. Não há reclamação de preço, pois quem contrata um revisor sabe que vai ter seu trabalho melhorado. O custo compensa o resultado. Tenho no currículo 42 livros revisados, entre técnicos, romances, contos, infantis, autoajuda, religiosos. Além de revistas variadas, boletins, peças publicitárias, jornal diário, teses e monografias.

Monografia X revisão

Há muita procura para revisão de monografias. Talvez seja a modalidade mais difícil de revisar - mas não impossível - pois a conclusão de um ciclo do estudante está em jogo e nem sempre ele está preparado para escrever e pesquisar, já que está sob estresse”.

 

Serviço:

Ana Costa

(61) 982 989 962 (TIM/WhatsApp) e 3042-6055.

ananina1951@gmail.com

Foto: arquivo da autora