lecanabienal.peq

2017 foi um bom ano para você?

lecanabienal.peqFoi, com certeza, um ano de muito trabalho. E trabalhar naquilo que se gosta, é magnifico.

Trabalhei muito em 2018, foram mais dois livros físicos publicados: Lua Azul e a Luta Contra o Medo, a continuação da minha Trilogia Lua Azul, cujo último livro irei publicar em março, se Deus quiser, e ainda o lançamento de Quem vê Cara Não vê Ansiedade, um livro que mexeu em todos os sentidos comigo e que vem fazendo o mesmo com quem o lê.

Ansiedade não é brincadeira, passamos a usá-la com muita frequência para descrever muitos dos desconfortos diários que enfrentamos, mas que estão longe do que se possa chamar de Ansiedade.

No meu livro, a Ansiedade é um mal crônico, uma ferida que nunca se fecha e que faz um rapaz chegar ao fundo do poço, quando a sua vida não passa de um túnel escuro de onde não há formas de sair.

Ele precisava de um resgate, alguém que o pudesse ajudar, mas era necessário deixar o preconceito de lado e ver o seu problema com clareza, desvinculando a doença da pessoa. Sua mãe fez isso, após muitos tropeços e muito sofrimento. O livro fala justamente desta jornada e de como passar a conviver com um fantasma que nunca desaparece por completo.

Quem vê cara no vê ansiedade foi lançado na Bienal do Livro do Rio de Janeiro em setembro com ótima aceitação. Depois fizemos o lançamento em Brasília, na Livraria Leitura do Taguatinga Shopping. Foi e está sendo maravilhoso ouvir os leitores falarem o quanto o livro acrescentou em suas vidas, seja em relação a si mesmos, seja em benefício de uma outra pessoa.

Lua Azul e a Terra Paralela foi lançado em Fortaleza, também na Bienal do Livro, e depois passamos por Belém, na Feira Pan Amazônica e, finalmente, Brasília, onde também fizemos um lançamento muito legal na Livraria Leitura do Taguatinga Shopping, a nossa parceira em Brasília.

Também escrevi e lancei um e-book pela Amazon.com.br, o meu caçulinha do coração, porque conta a história fofa e emocionante de um garoto que enfrenta uma doença que o mantém afastado das outras pessoas. Não é nada contagioso, mas o constrange e coloca em risco as pessoas que ele ama. Como ele vive e qual a maneira que encontrou para conseguir ser feliz, é o tema dessa história que concorre inclusive ao prêmio Kindle de Literatura 2017.

Entre ler bastante e escrever ainda vários trabalhos freelancers, atualmente me dedico à continuação da série Lua Azul. Estou na página 120 e ainda há tanta coisa para acontecer! Com certeza, será um final maravilhoso para a Zelda, uma menina de 16 anos que é muito parecida com todas as meninas desta idade, apenas com um diferencial: ela tem que assumir uma missão e governar uma cidade igualzinha à que vive, no interior de São Paulo, com um único diferencial, esta cidade fica em um outro planeta, numa Terra Paralela à nossa.

Quero agradecer a todas as pessoas que apostaram no meu trabalho e adquiriram os meus livros. Agradeço também muitíssimo a todos que me seguem nas redes sociais e que sempre curtem e compartilham os meus posts. Saibam que esse ato que parece muito simples não tem preço e eu jamais irei esquecer esse carinho da parte de cada um de vocês. Vocês moram em meu coração.

Desejo que em 2018 possamos trabalhar naquilo que a gente gosta, aprender bastante, viajar, curtir, enfim, estarmos de boa e em paz com as nossas consciências, sempre próximos às pessoas que amamos e com a proteção de Deus.

Beijos e até a próxima!

: ) Leca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *