capa frente ansiedade.pequena

Quem vê cara não vê ansiedade – Sucesso na Bienal do Rio de Janeiro

capa frente ansiedade.peq. jpgFoi um total sucesso o lançamento do meu livro “Quem vê cara não vê Ansiedade” na Bienal do Rio de Janeiro. Ocorrido de 31 de agosto a 10 de setembro, o evento reuniu mais de 680 mil pessoas durante os 11 dias de exposição.

O nosso estande da Editora Lua Azul ficou no pavilhão Laranja e chamou a atenção dos leitores, que se identificaram com o tema do livro: Ansiedade.

O livro não é uma autoajuda e nem oferece formas de tratamento da ansiedade, trata-se, na verdade, da ansiedade vista por um outro lado, o lado da pessoa que sofre deste mal que atinge cerca de 9 por cento da população brasileiras, mais de 18 milhões de pessoas.

Por meio de depoimentos sinceros e altamente perturbadores, um filho doente e uma mãe alheia ao que está acontecendo, falam sobre o desespero que acomete suas vidas frente a um problema que não sabem qual é.

É um livro que tem como objetivo tentar ajudar pessoas muitas vezes incompreendidas e que não tem a quem recorrer, apesar de se sentirem imersas num poço escuro e sem saída.  Também poderia ser algo a acrescentar para a família, que, por sua vez, não tem como ajudar porque simplesmente não sabe o que está acontecendo e , muitas vezes, acredita que aquela pessoa não levanta da cama porque não quer, não faz o que deveria fazer porque tornou-se rebelde ou “vagabunda”.

Quem vê cara não vê ansiedade

150 páginas

Editora Lua Azul

Autora: Leca Haine

Você pode acessar a resenha completa deste livro gentilmente cedida pela blogueira Thamiris Dondóssola no link abaixo:

Quem vê cara não vê ansiedade – resenha

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *